Tags

,

Às vezes me pego pensando em quão inusitadas são as coisas da vida. Tantos motivos para algo dar certo e de repente tudo vai por água abaixo. Em outros momentos ocorre justamente o contrário, a pessoa explode, vira célebre até mesmo por alguma inutilidade qualquer. Chega a ser frustrante. De qualquer forma, não adianta reclamar: c’est la vie.
Foi assim, através de uma forma inusitada dessas que descobri o trabalho encantador de uma gaúcha. Ela morando aqui, pertinho de mim, e passou em branco (ao menos aos meus olhos) por um longo tempo. Somente em abril deste ano, em meio a um evento de moda lá no nordeste brasileiro – com um dos nomes mais inusitados que já vi: Dragão Fashion – fui “apresentada” a Srta. Helen Rödel.
Eu aqui, em Porto Alegre, em frente ao meu computadorzinho, promovendo pesquisas incansáveis, e ela lá, em Fortaleza, conversando com blogueiras bem mais célebres e bem relacionadas.
Isso não me impediu, no entanto, de admirar o seu trabalho. O modo como aquelas peças todas feitas em crochê e tricô haviam sido construídas e como se portavam na passarela. Salvei muitas fotos.

Pensava em criar uma daquelas minhas montagem no photoshop, mas fui adiando. Outras coisas tomavam um lugar mais importante em minha vida. Então, elas ficaram ali, abandonadas por mais um tempo.
Isso até agora. Pois, finalmente, chegou a hora delas brilharem também por aqui. E não com uma montagem qualquer, mas com um documentário inteirinho produzido pela própria estilista. Espero que gostem.

Anúncios