Tags

, , ,

Uma das primeiras coisas que olho nas pessoas são (é?) as mãos. Sou fascinada por unhas desde criancinha. Por ironia do destino, as minhas quase nunca estão totalmente em dia. Não tenho muita habilidade pra arrumá-las sozinha e manicures me afligem um pouco. Nunca saio do salão plenamente satisfeita: primeiro porque sempre me tiram bifes (tenho a pele muito sensível), segundo porque gasto um monte e o esmalte sequer dura dois dias e, por fim, porque acho chato ficar uma hora sem poder fazer nada direito.
De qualquer forma, quando começou essa febre dos esmaltes coloridos eu não resisti, aproveitei a desculpa de estar namorando para tomar vergonha na cara e passar a cuidar mais de minhas mãozinhas. Consegui até deixar as unhas crescerem e aprendi com minha sogra uma técnica (revelada ali abaixo) para retirar esmalte dos dedos, sem borrar as unhas.
O primeiro esmalte que comprei foi Lápis Lazuli, da Risqué. Apaixonei-me pela cor desde que a vi naquele comercial com a Mariana Ximenez. Depois disso, fiquei por um bom tempo catando tonalidades em sites para descobrir onde achá-las. Agora, com essa onda de francesinhas: coloridas, invertidas e toda a sorte de formas, fico me roendo de inveja e desesperada por ter unhas fracas. Afinal, quem não gostaria de ter unhas assim?

A técnica.
Passe o esmalte nas unhas, sem preocupação em borrar os cantinhos dos dedos. Espere o esmalte secar. Depois de bem seco, coloque as mãos na água quente e tire com o dedo os resquícios do esmalte. Pode dar uma lixadinha nos cantinhos em que o esmalte estiver muito resistente. Fácil, não?!

Anúncios